Notícias

Voltar

05 MARÇO 2020 NOVO SUZUKI IGNIS: MAIS CARÁCTER SUV

Todas as versões do Novo Ignis vão estar disponíveis com motorização 1.2L Mild Hybrid, caixa manual e automática, bem como tração dianteira e às quatro rodas AllGrip.

article

Todas as versões do Novo Ignis vão estar disponíveis com motorização 1.2L Mild Hybrid, caixa manual e automática, bem como tração dianteira e às quatro rodas AllGrip.

Lisboa, março 2020

 
O Novo Suzuki Ignis apresenta um novo design que realça o seu carácter SUV e que está bem patente na sua frente mais robusta. Destacam-se os faróis, que incluem uma banda com luzes diurnas de LED. A grelha frontal é nova e incorpora elementos cromados, o mesmo acabamento do painel que enquadra toda a grelha e os grupos óticos. O novo para-choques dianteiro é mais proeminente, integra harmoniosamente os faróis de nevoeiro e possui um protetor cinza claro que contrasta com o tom da carroçaria.
 
O para-choques traseiro também é novo e integra os refletores e um protetor, indo ao encontro da linha de design da dianteira do Novo Ignis.
 
O carácter SUV do Novo Ignis é reforçado ainda por uma posição de condução elevada que permite uma melhor visibilidade para condutor e ocupantes.
 
O Novo Ignis disponibiliza três novas cores (Marfim Pérola, Amarelo Metalizado e verde Khaki); estas novas cores também vão estar disponíveis com opção bitone, com tejadilho na cor preta.
 
Todas as versões do Novo Ignis vão estar disponíveis com motorização 1.2L Mild Hybrid, caixa manual e automática, bem como tração dianteira e às quatro rodas AllGrip. O início de comercialização do novo Ignis no nosso mercado está previsto para maio, sendo que brevemente comunicamos todas as informações respeitantes a preços e equipamento.
 
 
Uma gama híbrida inteligente e acessível
O novo Ignis é o mais recente modelo a entrar na gama híbrida da Suzuki, composta por quatro modelos (Novo Ignis, Swift, Novo Vitara e Novo S-Cross), sendo que brevemente passarão a ser cinco com a chegada do Novo Swift Sport SHVS de 48V. Todos eles vêm equipados com a tecnologia híbrida inteligente SHVS, em versões de 12V e 48V. Para além disso, todos os modelos da gama híbrida da Suzuki posicionam-se como a opção híbrida mais económica dentro do seu segmento de mercado, tanto com tração dianteira como com tração às quatro rodas Allgrip.
 
A gama híbrida da Suzuki simboliza na perfeição um dos grandes princípios da marca: oferecer a mais elevada qualidade e tecnologia possíveis a um valor justo.  E é um dos resultados do ‘Suzuki Environmental Plan 2020’, que inclui o desenvolvimento de novos veículos eletrificados, bem como o princípio da construção inteligente ‘Suzuki Green Technology’.
 
A hibridização ligeira SHVS (Smart Hybrid Vehicle by Suzuki) da Suzuki é uma tecnologia inteligente que se alinha com a filosofia de desenvolvimento de soluções eficazes, simples e ligeiras. A tecnologia SHVS permite eletrificar um automóvel, reduzir significativamente os seus consumos e emissões, melhorar o seu desempenho e prazer de condução, tudo isto sem aumentar muito o seu peso nem o seu preço.
 
Os Suzuki Swift e Novo Ignis recorrem ao sistema Mild Hybrid de 12V, que adiciona potência extra com uma bateria adicional de íon de lítio e um gerador integrado ISG que apoia o motor a gasolina de acordo com as necessidades de aceleração. O carregamento da bateria realiza-se com a energia que se produz nos processos de desaceleração.
 
Os novos Suzuki Sport, Vitara e S-Cross dispõem do sistema SHVS de 48V, que integra um gerador ISG (Integrated Starter Generator) de 48V que possui uma função de motor elétrico, uma bateria de íon de lítio de 48 voltes e um conversor DC/DC de 48V a 12V. O sistema apoia o novo motor de combustão de 95kW (129CV) e adiciona uma potência extra de 10KW (14CV), de acordo com as necessidades de condução. O sistema SHVS adiciona binário do motor elétrico ao motor de combustão e faz a assistência elétrica na aceleração sempre que o condutor necessita de uma resposta rápida.
 
Os novos Swift Sport, Vitara, S-Cross híbridos de 48V reduzem ainda mais as emissões de CO2 e melhoram o consumo de combustível. O Novo Vitara baixa as suas emissões em cerca de 15%, enquanto que o consumo em ciclo combinado, homologação WLTP, reduz cerca de 1,2 l/100km (cerca de 16% a menos).